Mentalidade de Crescimento

15 de Março de 2021

Por:Angela Hernandez

Se você já acompanhou uma criança aprendendo a andar, sabe que isso não acontece da noite para o dia. Primeiro a criança tenta caminhar se segurando nos objetos, depois ela tenta se soltar e, no processo, cai algumas vezes. Finalmente ela consegue se equilibrar sozinha e começa a andar. O processo de aprender a andar ilustra perfeitamente a MENTALIDADE DE CRESCIMENTO. Quando a criança está aprendendo a andar e ela cai, nem parece que ela vai conseguir. Mas sabemos que é um processo e, quanto mais ela praticar melhor vai se equilibrar.

A mentalidade de crescimento é a crença de que nossas habilidades e nossa inteligência podem mudar com nosso desenvolvimento e esforço. O termo mentalidade de crescimento surgiu a partir da pesquisa pioneira de Carol Dweck, pesquisadora da universidade de Stanford, nos Estados Unidos.

Ela observou que a mentalidade muda a forma como o cérebro da criança funciona. Crianças que conseguem e que enxergam o erro como uma oportunidade de crescimento, têm melhores resultados no desenvolvimento acadêmico do que as crianças que têm uma mentalidade fixa e se enxergam como tendo ou não inteligência. 

A mentalidade de crescimento é o contrário da mentalidade fixa, que é a ideia de que as pessoas nascem inteligentes ou não, gentis ou não, fortes ou não – e as pessoas simplesmente não mudam tanto assim. Isso é a mentalidade fixa.

Algo importante de esclarecer é que ninguém tem uma mentalidade de crescimento o tempo todo. A mentalidade de crescimento não é uma característica pessoal, mas uma maneira de pensar em uma determinada situação. Não é algo que a criança simplesmente tem ou não tem. É uma algo a ser estimulado sempre que houver oportunidade.

Gostou desse post? Compartilhe!