Mães que trabalham

9 de Março de 2021

Por:Júlia Peluzzo

Em 2015, pesquisadores concluíram que filhas de mães que trabalham têm mais chances de se tornarem adultas bem sucedidas no trabalho. Em 2018, descobriram que os filhos de mães que trabalham viram adultos tão felizes quanto crianças de mães que não trabalham.

Um detalhe interessante: a influência do emprego das mães nas carreiras de suas filhas é menos importante quando as meninas veem outras mulheres com empregos.

Já para os filhos, o emprego de suas mães é fundamental para o quanto eles irão contribuir com os cuidados de seus futuros filhos. Os meninos passam a ter atitudes mais igualitárias até do que as filhas de mães que não trabalham. O trabalho materno pode moldar a mentalidade sobre papéis de gênero na sociedade.

Seja por necessidades financeiras ou pessoais, o fato é que trabalhar não é motivo para sentir culpa. Em longo prazo seus filhos não serão prejudicados. As crianças adquirem ativamente habilidades observando os adultos ao seu redor. Se a mãe consegue conciliar uma vida com demandas profissionais e domésticas, seus filhos aprenderão que é possível.

Fonte: Harvard Business School

Gostou desse post? Compartilhe!